Santo André, * *

Nota de repúdio aos ataques de ódio e machistas de Rodrigo Gomes à Diretoria do Sindserv Santo André
Informamos que a Secretaria Geral da entidade já tomou providências no sentido de abertura de processo administrativo e criminal. 

Por: Viviane Barbosa, da Redação do Sindserv Santo André
Publicação: 15/12/2022

Imagem de Nota de repúdio aos ataques de ódio e machistas de Rodrigo Gomes à Diretoria do Sindserv Santo André

card Sindicato

A Diretoria do Sindserv Santo André vem, por meio desta, repudiar com veemência os ataques proferidos pelo associado Rodrigo Gomes Abreu que ofendeu, de maneira vil, a honra da direção desta entidade, alicerçando ataques de ódio inclusive contra o Representante Legal da instituição. 

Informamos que todos os ataques  feitos pelo associado em grupos de WhatsApp e redes sociais estão sendo denunciados e protocolados na Secretaria Geral da entidade que já tomou providências no sentido de abertura de processo administrativo e criminal. 

As atitudes deste associado chegam ao ponto machista de ter excluído a Diretora do Sindicato e Secretária Geral da FETAM-SP (Federação dos Trabalhadores da Administração e dos Serviços Públicos Municipais), a professora Daisy Dias, de um grupo de WhatsApp somente porque defendeu a bandeira internacional dos 21 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, campanha que defende a honra das mulheres e o respeito e cumprimento à Lei Maria da Penha. 

Essa importante bandeira é defendida inclusive pela CONFETAM (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal – CUT (Confetam/CUT), entidade à qual o associado Rodrigo faz parte.

Mais outro ataque machista e misógino proferido pelo associado Rodrigo Gomes aconteceu durante entrevista realizada na quarta-feira (15) do Repórter Diário com diretores do Sindserv.

Nossos dirigentes falaram das principais lutas em defesa dos servidores andreenses nessa entrevista, entre elas, a campanha permanente: "Basta de Violadores da Lei Maria da Penha", que visa conscientizar no combate a todos os tipos de violência contra as mulheres e meninas.  De forma machista e discriminatória, o associado escreveu no chat do programa: “texto horroroso violadores".

São inaceitáveis e repugnantes os ataques realizados pelo associado Rodrigo. Essas atitudes não podem e jamais serão confundidas com a liberdade de expressão, que é uma conquista tão valorosa de todos nós servidores públicos municipais. 

O Sindicato é um instrumento de luta dos trabalhadores e trabalhadoras e não abrirá mão de defender este alicerce como a casa de todos os servidores públicos municipais de Santo André. 

Diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santo André




Assessoria de Comunicação e Imprensa -Mídia Consulte Comunicação & Marketing
WhatsApp: 55 + (11) 9+6948-7450
Editora e Assessora de Imprensa: Viviane Barbosa MTB 28121
Assessoria de Tecnologia da Informação e Website: Egberto Lima
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


 

Mídia

Facebook

Galeria de Fotos

Esquenta da Campanha Salarial 2023 com entrega de Estopim e formulário de sugestões - 02 de fevereiro de 2023 - Fotos Valdir Lopes