Santo André, * *

Basta de Violência: Sindicato repudia agressão covarde contra Inspetor da EMEIEF Cora Coralina
Em apoio ao profissional, professores e educadores da rede tiraram fotos nas escolas segurando cartazes com as frases: "Cuidamos dos seus filhos e merecemos Respeito".

Por: Viviane Barbosa, da Redação do Sindserv Santo André
Publicação: 24/11/2022

Imagem de Basta de Violência: Sindicato repudia agressão covarde contra Inspetor da EMEIEF Cora Coralina

Educadores em protesto contra violências nas escolas

O Sindserv Santo André repudia o ato covarde de agressão contra um Inspetor da EJA (Educação de Jovens e Adultos) ocorrido na EMEIEF Cora Coralina na última terça-feira (22). 

O fato lamentável aconteceu porque o educador solicitou a uma mãe que estava sem a carteirinha que se encaminhasse à Secretaria da escola para pedir autorização para levar a criança. No entanto, a mãe insistiu e queria levá-la à força causando tumulto e foi nesse momento que um pai de um aluno desferiu covardemente um soco e uma tapa no rosto do Inspetor.

Em apoio ao profissional, professores e educadores da rede tiraram fotos nas escolas segurando cartazes com as frases: "Cuidamos dos seus filhos e merecemos Respeito" e "Chega de Violência nas Escolas".

A iniciativa contou com o apoio do Sindicato que criou a campanha permanente “Basta de Violência contra os Educadores das Escolas Municipais de Santo André”. 

Os casos de agressões verbais (com xingamentos e ameaças) de pais contra educadores vêm crescendo infelizmente nas unidades escolares municipais de Santo André.  "Em todas as unidades professores e funcionários vêm sendo ameaçados por familiares e, muitas vezes, por simplesmente solicitarem que as crianças façam as atividades da escola", explica a professora e diretora do Sindserv Santo André, Mirvane Dias.

A diretora do Sindicato está orientando os trabalhadores da Educação a fazerem Boletim de Ocorrência toda vez que forem ameaçados.  "Importante é não se calar e procurar o Sindicato. Nossa assessoria jurídica tomará as medidas cabíveis”, explica a sindicalista.

Projeto de Lei contra Violência nas Escolas

O  Sindserv Santo André está conversando com os vereadores da Câmara Municipal para que coloquem em pauta urgente o Projeto de Lei que propõe a criação de uma “Política de Prevenção à Violência contra os Profissionais da Educação nas escolas municipais”.

De autoria do Sindicato, a minuta do PL foi apresentada, no dia 27 de outubro, pela diretora do Sindicato, a professora da rede municipal, Mirvane Dias, durante sua fala na Tribuna Livre da Câmara.

Entre as medidas, o PL prevê estimular a reflexão acerca da violência física e moral cometida contra os profissionais da Educação, no exercício de suas atividades, seja educacional ou acadêmica nas escolas, centro de formação de educadores ou comunidades.

Outra ação é a implementação de medidas preventivas, cautelares e punitivas para situações em que os profissionais da Educação estejam sob risco de violência e de coação que possa comprometer sua integridade física e moral.

"Repudiamos todos os tipos de violência. Também esperamos que a Secretaria de Educação faça a sua parte e tome providências. Basta de violência contra os profissionais da Educação nas escolas municipais de Santo André", finaliza a dirigente.




 




Assessoria de Comunicação e Imprensa -Mídia Consulte Comunicação & Marketing
WhatsApp: 55 + (11) 9+6948-7450
Editora e Assessora de Imprensa: Viviane Barbosa MTB 28121
Assessoria de Tecnologia da Informação e Website: Egberto Lima
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br


 

Mídia

Facebook

Galeria de Fotos

Consciência Negra 2022: Contra o Racismo: Lute e Resista - 26 de novembro de 2022-Valdir Lopes