Santo André, * *

Sindserv Santo André apoia greve dos trabalhadores e trabalhadoras da saúde na Fundação do ABC
O movimento é em protesto ao não cumprimento, por parte da empresa, da Convenção Coletiva de Trabalho de 2019

Por: Redação Sindserv Santo André com Sindsaúde ABC
Publicação: 16/09/2019

Imagem de Sindserv Santo André apoia greve dos trabalhadores e trabalhadoras da saúde na Fundação do ABC

Fundação Santo André- foto Google

O Sindserv Santo André apoia paralisação na saúde dos trabalhadores e trabalhadoras na Fundação do ABC em Santo André, São Bernardo, São Caetano ou Mauá.

A categoria aprovou a greve em assembleia, realizada no último dia (12), em protesto ao não cumprimento, por parte da empresa, da Convenção Coletiva de Trabalho de 2019. Ao todo, são 10.470 trabalhadores nos quatro municípios: Santo André (1.800 funcionários), São Bernardo (6.500), São Caetano (940) e Mauá (1.230). O acordo estabelece a reposição integral da inflação, de 5,07% nos salários e benefícios dos trabalhadores(as), em duas parcelas.

Esta foi a decisão unânime da assembleia realizada na sede do SindSaúde ABC, específica dos trabalhadores(as) em hospitais, UPAs, UBSs e demais equipamentos de saúde geridos pela FUABC.

Segundo o presidente do Sindicato, Almir Rogério “Mizito", a partir desta terça-feira começam a pipocar paralisações. "Nnguém aguenta mais tanto desrespeito àqueles que cuidam da saúde da população", enfatiza.

“Vamos mostrar que nós existimos, sim, e que vamos lutar por nossos direitos”, concluiu Mizito. As paralisações podem ocorrer em qualquer das unidades geridas pela Fundação do ABC e por isso o movimento foi denominado “greve pipoca”.


Comunicação e Imprensa do SindServ Santo André
Agência: Mídia Consulte Comunicação & Marketing
Fone: 55 + (11) 3136-0953 /  9+6948-7449
Assessora de Imprensa: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Mídia

Facebook

Galeria de Fotos

Aniversário de 30 anos do SINDSERV Santo André - 28/11/2019