Santo André, * *

Campanha Salarial 2019: Sindserv Santo André realiza assembleia com a categoria nesta quarta-feira (15)
A partir das 18h, no Paço Municipal. Participe!

Por: Redação Sindserv Santo André
Publicação: 14/05/2019

Imagem de Campanha Salarial 2019: Sindserv Santo André realiza assembleia com a categoria nesta quarta-feira (15)

Arte: Mídia Consulte

Nesta quarta-feira (15), a partir das 18h, o Sindserv Santo André realiza assembleia com os servidores para definir os rumos da Campanha Salarial 2019, no Paço. A data base do funcionalismo andreense é 1º de maio. 

Até agora, foram realizadas três rodadas entre o Sindicato e a Administração, mas sem avanços. A Direção do Sindicato informa que a Prefeitura se mantém intransigente e se recusa em avançar na pauta da categoria, aprovada em assembleia no dia 22 de março, que engloba cerca de 63 cláusulas sociais e econômicas, com sugestões de melhorias em suas redações.

Confira:
REAJUSTE SALARIAL

Contraproposta da  Administração - Na última rodada, realizada no dia 8 de maio, o Governo sinalizou pagar somente a reposição integral da inflação de 4,56%, mas parcelada em duas vezes: 2,26% retroativo a Maio e 2,26% em Agosto.

Proposta do Sindserv  - Repudiou o parcelado do reajuste e está reivindicando o índice de 10,30%: inflação de 4,58%, mais o índice de abril, em torno de 0,72%, que totalizam 13 meses da reposição inflacionária – data-base 1º de maio - e aumento real de 5%.

FALTAS ABONADAS 

Proposta do Sindicato - Reivindica o aumento para seis por ano; a exclusão de não haver falta justificadas nos meses anteriores e que o servidor possa tirá-la no mês de aniversário e não somente no dia que a pessoa nasceu, como é hoje. Sobre a folga natalícia a reivindicação é que servidor possa tirá-la no mês e não somente no dia.  

Contraproposta da Administração - O Governo se recusa a dar mais duas faltas abonadas, que somariam seis por ano. O Secretário de Administração, Fernando Gomes, disse que "abomina qualquer aumento de falta abonada”.  Sobre a folga natalícia não aceita que possa ser tirada no mês, apenas no dia.  

EXAME TOXICOLÓGICO E CURSO DE CONDUTOR 

Proposta do Sindicato - Reivindica a extensão desse direito para todos os motoristas da prefeitura. 

Contraproposta da Administração: O Governo só irá reembolsar somente quem trabalha no transporte coletivo de urgência/ emergência nos moldes que se encontra atualmente (valor de 200 reais)

JORNADA DE TRABALHO

Proposta do Sindicato: Reivindica a redução da jornada para 30 horas, sem redução dos salários, para merendeiras, psicólogos, fonoaudiólogos, lactaristas, ajudantes de cozinha, profissionais de saúde e Educação Infantil.

Contraproposta da Administração: O Governo disse que não quer debater o tema em mesa de negociação, alegou que é necessária uma Lei específica.

VALE-TRANSPORTE

Proposta do Sindicato:
 Reivindica que o pagamento seja retornado em pecúnia e creditado na folha de pagamento, respeitando a opção do servidor. 

Contraproposta da Administração: O Governo não aceita e disse que seguirá o que está na legislação atual, ou seja, fornecerá o cartão magnético.


SEGURO DE VIDA

Proposta do Sindicato: Reivindica reajuste no valor, a inclusão dos inativos na apólice e um valor diferenciado para quem exerce a função de GCM.

Contraproposta da Administração: O Governo disse que irá reajustar de acordo com o índice definido em Acordo Coletivo e não aceita incluir os inativos. Sobre o pleito da Guarda, somente com um projeto de lei da Secretaria de Segurança.

VALE-REFEIÇÃO
Proposta do Sindicato:  Reivindica o direito ao Vale-refeição para todos, no valor de R$ 30 por dia.

Contraproposta da Administração: O Governo disse após que estudos não tem dinheiro para pagar o benefício. Lembrando que foi o próprio Governo que procurou o Sindicato, após receber as inúmeras reclamações feitas contra as marmitas, servidas até com larvas, de que faria esse estudo para conceder o benefício aos servidores.

CESTA-BÁSICA

Proposta do Sindicato: Reivindica o aumento no valor de R$ 110 para R$ 150 e a extensão para todos, independente  do nível salarial.

Contraproposta da Administração: O Governo quer reajustar o valor de acordo com índice de reposição salarial e manter somente para os ativos que já recebem a tabela 9. (R$ 4,099,00) Retrocesso: O Governo quer somar a hora atividade na tabela da educação e com isso cerca de 530 trabalhadores perderiam o direito de receber a cesta básica. 

CORREÇÃO DA CURVA SALARIAL

Proposta Sindserv - O Sindicato defende um aumento linear e justo para todas as faixas salariais em até 2 anos. 

Proposta Administração - O Governo disse que a proposta do Sindicato é incompatível com a receita e não apresentou nada até o momento.

 


Comunicação e Imprensa do SindServ Santo André
Agência: Mídia Consulte Comunicação & Marketing
Fone: 55 + (11) 3136-0953 /  9+6948-7449
Assessora de Imprensa: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Mídia

Facebook

Galeria de Fotos

#15M - Dia Nacional de Paralisação dos Educadores de Santo André - 15 de Maio 2019