Santo André, * *

Não à entrega do Semasa: Sindserv Santo André protocola requerimentos à Câmara e o Prefeito exigindo retirada do PL20/2019
Projeto de Lei que prevê a venda do Semasa para Sabesp e a demissão de todos os 1,1 mil trabalhadores da autarquia.

Por: Vanessa Barboza, Redação Sindserv Santo André
Publicação: 14/05/2019

Imagem de Não à entrega do Semasa: Sindserv Santo André protocola requerimentos à Câmara e o Prefeito exigindo retirada do PL20/2019

documento protocolado

Em defesa do Semasa e dos semasianos, o Sindserv Santo André, em nome da Comissão dos Servidores do Semasa, protocolou na segunda-feira (13) dois requerimentos solicitando reuniões de caráter de urgência com o presidente da Câmara Municipal, Pedrinho Botaro, e o prefeito Paulo Serra.

No documento direcionado ao presidente da Câmara, o Sindicato solicita audiência com os vereadores e a Comissão dos  Servidores do Semasa e a retirada do PL20/2019, projeto de Lei que prevê a venda do Semasa para Sabesp e a demissão de todos os 1,1 mil trabalhadores da autarquia.

Já o  requerimento enviado do prefeito Paulo Serra requer esclarecimentos sobre o “protocolo de intenções”, assinado pela Administração com a Sabesp, que discute a equalização da dívida do Semasa, a retirada do PL20/2019 e uma agenda permanente para debater a situação real do Semasa.

Pressão na Câmara

Nesta terça-feira (14) e na quinta (16), o Sindserv Santo André e a Comissão  dos Servidores do Semasa realizam mobilização na Câmara na Tribuna Livre, a partir das 16h, participe!

Histórico das Lutas

11 de abril 
O “Movimento O Semasa é Nosso” envia ao Superintendente do Semasa, Amir Cicote, um abaixo-assinado solicitando informações sobre a negociação entre a Sabesp e o Semasa. Cicote foi nomeado para o Semasa com a promessa de resolver a dívida da autarquia, mas quando perguntado sobre o passivo não sabe informar. Afinal, o que está fazendo nesse cargo ?  Paulo Serra também esteve na sede da Associação dos Servidores e não tocou no assunto sobre a manutenção dos postos de trabalho, deixando a categoria preocupada e apreensiva.

17 de abril 
Sindicato convoca assembleia com os trabalhadores do Semasa para tratar sobre a ameaça de privatização do Semasa para Sabesp e a demissão dos trabalhadores. Nesta assembleia os trabalhadores aprovaram estado de greve e elegeram uma comissão de trabalhadores.

24 de abril
Sindserv Santo formaliza em ofício à Prefeitura a Comissão e solicita audiência 

2 de maio 
Dirigentes do Sindserv SA e da Comissão de Trabalhadores, eleita em assembleia no dia 17 de abril, pediram apoio dos vereadores da Câmara Municipal contra uma possível privatização da autarquia. Já haviam declarado apoio: Toninho de Jesus, Alemão Duarte e Jorge Kina.  Também foi pedido aos vereadores que façam uma alteração na Lei Orgânica do Município (LOM), solicitando que toda negociação de concessão de uma autarquia pública deva ser aprovada pela população e pelo Conselho Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental de Santo André (Comugesan).  Essa emenda na LOM já foi solicitada em 2017.

7 de maio 
Paulo Serra apresenta à Câmara Municipal para votação de seu Projeto de Lei nº 20 que prevê a venda do Semasa para Sabesp e a demissão de todos os 1,1 mil trabalhadores da autarquia.  A medida pegou de surpresa o Sindicato e a Comissão de trabalhadores, que se organizaram e fizeram protesto na sessão, barrando a venda da autarquia. 

9 de maio
O Sindicato e a Comissão de Trabalhadores fizeram um ato bem maior, que lotou a sessão da Câmara, impedindo novamente a votação do PL de Paulo Serra. Os vereadores aprovaram a criação de duas CPIs para investigar o órgão.

 


Comunicação e Imprensa do SindServ Santo André
Agência: Mídia Consulte Comunicação & Marketing
Fone: 55 + (11) 3136-0953 /  9+6948-7449
Assessora de Imprensa: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Mídia

Facebook

Galeria de Fotos

#15M - Dia Nacional de Paralisação dos Educadores de Santo André - 15 de Maio 2019