Santo André, * *

Campanha Salarial 2019: Sindserv Santo André realiza Assembleia Geral nesta quarta-feira (24)
A partir das 18h, no Sindicato. Participe!

Por: Vanessa Barboza, Redação Sindserv Santo André
Publicação: 05/07/2019

Imagem de Campanha Salarial 2019: Sindserv Santo André realiza Assembleia Geral nesta quarta-feira (24)

card da Campanha Salarial 2019 - arte: Mídia Consulte

Mesmo após pressão do Sindserv Santo André e dos servidores andreenses, o governo Paulo Serra insiste na proposta indecente de pagar parcelado em duas vezes o reajuste salarial – apenas a inflação. Essa proposta já foi recusada pelos servidores em assembleia realizada no dia 31 de maio.

Em rodada de negociação com a Prefeitura na terça-feira, no dia 2 de julho, a Direção do Sindicato reiterou que essa proposta é um desrespeito com a categoria, que está com os salários desvalorizados há muitos anos. "Ao assumir a  Prefeitura, Paulo Serra, assinou uma carta compromisso afirmando que em seu mandato os servidores públicos seriam valorizados e não teriam perdas inflacionárias. Mas essa proposta mostra o contrário", frisa a Direção do Sindserv Santo André.

Além disso, a proposta de abono não incorporado ao salário foi retirada, pois a Prefeitura alega que não tem orçamento. Leia aqui o boletim especial com todo o resumo da negociação até o momento.

Assembleia

O Sindserv Santo André convoca a categoria para assembleia nesta quarta-feira (24), na sede do Sindicato (Rua Catequese, 756). Primeira chamada 18h, segunda chamada 18h30. Estão em Campanha Salarial cerca de  14 mil servidores da ativa e aposentados. A data-base do funcionalismo andreense venceu em 1º de maio.

Fique por dentro do histórico das lutas e negociações:

22 DE MARÇO
Os trabalhadores do Paço, Guarda, SOSP, Semasa, Saúde, Garagem, Educação, Fabrinq, CRAISA, IPSA, Faisa, aposentados e das autarquias lotaram o anfiteatro do Paço e aprovaram por unanimidade as reivindicações econômicas e sociais para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que contêm cerca de 63 cláusulas sociais e econômicas, com sugestões de melhorias em suas redações.

29 DE MARÇO
Sindicato protocola pauta de reivindicações junto à Administração. 

18 DE ABRIL
Primeira rodada de negociação com a Prefeitura. O Secretário de Administração e Modernização, Fernando Gomes, sinalizou a possibilidade em atender a reivindicação do Sindicato sobre a reposição integral da inflação nos salários. Outra sinalização do governo foi a garantia de todos os direitos hoje assegurados no ACT.

24 DE ABRIL
Prefeitura se mantém intransigente e se recusa em avançar na pauta da categoria.  O Sindicato deixou claro na mesa de negociação que os servidores andreenses não tiveram aumento real no último período.

8 DE MAIO
Terceira rodada de negociação e a Prefeitura não avançou em nenhum ponto da pauta. 

9 DE MAIO
Sindicato convoca assembleia para informar o andamento da Campanha Salarial.

15 DE MAIO
A Administração comunicou ao Sindicato que até o dia 21 seria apresentada uma contraproposta, pois dependia de uma conversa com o prefeito e Sindserv chama nova assembleia. 

19 DE MAIO
Prefeitura desmarca rodada de negociação.

21 DE MAIO
O governo oferece parcelamento da inflação, em duas vezes, e se recusa a dar qualquer aumento real. Além disso, essa reposição seria apenas nos salários e não nos demais benefícios. 

22 DE MAIO
Servidores andreenses decretam estado de greve.

26 DE MAIO
Prefeitura desmarca rodada de negociação.

28 DE MAIO
Em nova assembleia, servidores aprovaram ato no dia 31 de maio.

31 DE MAIO
No fim do dia, Prefeitura apresenta contraproposta, por e-mail, de parcelar o reajuste salarial em duas vezes:  2,55% a partir de 1º de maio de 2019 sobre os vencimentos vigentes em 30 de abril; e 2,55% a partir 1º de fevereiro de 2020 sobre os vencimentos em 31 de janeiro de 2020. Seriam reajustados somente o auxílio babá, cesta básica e o seguro de vida com o índice de 2,55%, proposto de forma parcelada. Além disso, foi proposto a concessão de um abono não incorporado ao salário. 

A proposta foi rejeitada pelos servidores, que fizeram uma caminhada em torno do Paço como protesto. 

10 DE JUNHO
Sindicato chama nova assembleia com a categoria.

13 DE JUNHO
Prefeitura desmarca mais uma rodada de negociação e segue fazendo jogo de empurra-empurra. 

19 DE JUNHO
Após três rodadas de negociação canceladas, Sindserv chama categoria para informar descaso da Prefeitura.

27 DE JUNHO
Sindserv Santo André promove ato na Câmara e faz  uso da Tribuna Livre para cobrar Paulo Serra sobre a negociação. No mesmo dia, o prefeito fez declaração mentirosa na Rádio ABC dizendo que o  ACT não está concluído por causa do Sindicato. A declaração foi rebatida com provas na Tribuna.

2 DE JULHO
Após pressão do Sindicato na Câmara, a Prefeitura, depois de quase dois meses, resolve retomar as negociações, mas mantém proposta indecente de parcelamento e retira o abono, alegando que não tem orçamento.

 


Comunicação e Imprensa do SindServ Santo André
Agência: Mídia Consulte Comunicação & Marketing
Fone: 55 + (11) 3136-0953 /  9+6948-7449
Assessora de Imprensa: Viviane Barbosa Mtb-28121
Redatora: Vanessa Barboza Mtb-74572
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Mídia

Facebook

Galeria de Fotos

14/08 - Assembleia final da Campanha Salarial 2019